O comportamento do usuário mobile

Segundo pesquisa divulgada recentemente pela Nielsen IBOPE, quase 69 milhões de brasileiros utilizaram a internet por meio de smartphones no primeiro trimestre deste ano. Isso representa 65% da comunidade online do país, que hoje alcança mais de 105 milhões de pessoas.

Outro estudo, publicado pela agência internacional We Are Social, aponta que o brasileiro gasta, em média, 5 horas e 26 minutos na internet via computador ou tablet e mais outras 3 horas e 46 minutos conectado pelo celular. Cerca de 15% dos mesmos entrevistados já fizeram alguma compra através do smartphone e 22% deles já utilizaram dispositivos mobile para consultar informações sobre produtos.

De acordo com um relatório divulgado pelo IBGE, mais de 11% dos brasileiros acessam a internet exclusivamente pelo tablet ou smartphone, abandonando de vez o uso dos desktops e laptops.

São números impressionantes como estes que fizeram com que o Google anunciasse, em abril, uma mudança importante em seu algoritmo. Agora, os resultados de busca da ferramenta passam a privilegiar os sites que se adaptarem corretamente aos dispositivos mobile. Na prática, isso significa que sites responsivos, ou com versões específicas para smartphones e tablets, serão mais relevantes no ranking.

Layout responsivo ou mobile friendly | Blog Multiad

O layout responsivo (ou mobile friendly) permite que um mesmo website seja visualizado de forma clara em dispositivos com formatos e resoluções de tela diferentes.


#Mobilegeddon

Chamada de “Mobilegeddon” (ou “Apocalipse do Celular”, em tradução livre), a mudança acontece em sintonia com o aumento expressivo das buscas realizadas a partir de dispositivos móveis.

De acordo com a própria companhia, os resultados de busca tiveram um impacto significativo por conta desta alteração. Porém, o conteúdo das páginas continua sendo um fator muito importante. Imagine uma página que tenha um bom conteúdo, mas não possua uma interface amigável para celulares. Nesse caso, ela ainda será bem ranqueada, mas não tanto como outra página que possua as duas características.

Podemos concluir que, hoje, somente ter um site não garante uma presença digital eficiente para as marcas. É preciso que o site seja uma plataforma de conteúdo relevante, com design de UX e UI bem planejados, e com layout responsivo para que chegue a um bom posicionamento nos resultados das pesquisas.

Se o seu site ainda não é responsivo e não se adapta aos dispositivos mobile, fale com a gente e entenda o que podemos fazer para melhorar sua presença digital.

Há 8 anos, a agência que entrega.

Se liga neste conteúdo também: