Durante o mês de abril, os usuários brasileiros do Instagram passaram a ver posts patrocinados em seus feeds. Desde 2013, a rede social vem adotando a publicidade como forma de mídia, a começar pelos Estados Unidos. Pouca gente sabe, mas o Brasil é o 6º país a adotar este tipo de propaganda.

As primeiras marcas a exibir anúncios no Instagram no Brasil são Avon, Coca-cola, Visa, Close-up, Mitsubishi, Mondelez e Volkswagen. Estas primeiras campanhas foram criadas em parceria com a equipe criativa da rede social.  A partir de julho, qualquer empresa poderá comprar espaço para anunciar seus produtos e/ou serviços.

Vale lembrar que o Brasil é o 2º país com maior número de usuários na rede social, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. No mundo inteiro, são mais de 300 milhões de usuários e cerca de 70 milhões de fotos por dia. Tais números tornam inegável o potencial do Instagram como plataforma de mídia, principalmente se utilizada de forma criativa e concisa.

Todos os anúncios possuem um ícone acima da imagem, junto da palavra “patrocinado”, para que os usuários possam identificá-los. Para criar algo impactante para este público específico, é importante entender e respeitar o que eles estão a procura. Por isso, é importante que as campanhas criadas para o Instagram sejam coerentes com o conteúdo típico da rede.

Apesar de essa nova função do Instagram ter causado euforia por parte das marcas que querem anunciar, quem não gostou muito disso foram os próprios usuários. Muitos internautas reclamaram quanto à aparição em seus feeds de publicações pagas de marcas que não seguem. Insatisfeitos com a nova atualização, muitos usuários denunciaram estes posts.

Os internautas que não querem ver o post patrocinado, tem a opção de ocultá-lo de seu feed e fornecer um feedback. Isso permite ao Instagram entender qual o tipo de publicidade que dá a eles um melhor retorno.

As redes sociais já deram claros sinais de sua eficiência como plataformas de mídia paga. A inserção de anúncios nestas plataformas acaba se tornando inevitável, já que a obtenção de receita é fundamental para a viabilidade desse modelo de negócio. Alguém precisar pagar a conta.


Há 8 anos, a agência que entrega.

Se liga neste conteúdo também: