Nós adoramos retrospectivas. Adoramos mais ainda as mídias sociais. Então, por que não juntar dois amores e relembrarmos alguns dos cases mais marcantes das interwebs em 2015?

MasterChef Brasil

O Twitter lançou na última semana um site mostrando como foi o ano de 2015 na rede social. Lá, eles revelam os tópicos mais falados, as pessoas mais influentes e as hashtags mais utilizadas.

E é claro que o programa de culinária MasterChef Brasil estaria lá. A final do programa foi o 2º evento mais comentado entre os brasileiros (perdendo apenas para o Prêmio Multishow) e o tweet que mais gerou repercussão foi o que anunciava o ganhador da temporada.

Ao todo, foram mais de 35 mil retweets e 38 mil curtidas, gerando mais de 1 milhão de impressões.


Teve gente aqui da Multiad que não gostou do resultado e foi xingar no Twitter…  

#primeiroassédio

Falando em Masterchef, não podemos esquecer da lamentável abordagem pedófila que se espalhou na internet após a exibição do primeiro episódio da versão mirim do programa. Uma participante de apenas 12 anos foi vítima de comentários maldosos e, para sermos bem claros, criminosos.

Após o ocorrido, o Think Olga (uma ONG que buscar informar as mulheres para emponderá-las) lançou a campanha #meuprimeiroassédio, convidando as mulheres a relatarem suas primeiras experiências de abuso. O resultado foi imediato, com o engajamento de grandes personalidades.

#meuamigosecreto

Fazendo uma alusão à brincadeira de final de ano “amigo secreto” (nosso tradicional amigo oculto, pra quem é de Minas), a hashtag foi usada por centenas de pessoas para relatarem casos de machismo. Muitas vezes, as denúncias contavam histórias de homens próximos às vítimas.  

Após essas duas campanhas, a Central de Atendimento à Mulher (canal e orientação sobre direitos e serviços públicos para as mulheres, criado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República) divulgou dados sobre as denúncias de violência contra a mulher, que aumentaram 40% em relação ao último ano. Way to go, girls!

Itaipava – Verão

A cerveja Itaipava virou piada no Twitter. Isso porque eles automatizaram as respostas na rede social para quem escrevia a hashtag #ficaverao. Acontece que a maioria das pessoas usou a hashtag para fazer críticas à campanha, considerada machista e sexista. No final das contas o bot agradecia, automaticamente, as pesadas críticas à campanha e ao produto.  

Inês Brasil no Grammy

Você já deve conhecer a Inês Brasil (se não conhece, procura no Youtube, monamu). A celebridade da web caiu nas graças do povo depois que seu vídeo para tentar entrar no Big Brother Brasil foi divulgado.

Quando a fanpage oficial do Grammy postou que os nomeados ao prêmio do próximo ano seriam reveladas em alguns dias, muitos brasileiros invadiram a página, pedindo a nomeação de Inês Brasil.

grammy

Brasileiros fazem mutirão para levar Inês Brasil ao Grammy.


A mobilização, forçou que o site oficial do Grammy criasse uma página sobre a cantora/dançarina/modelo e a colocasse em votação no Grammy Amplifier, que dá oportunidade a novos cantores. Inês chegou a ficar em primeiro lugar nesta votação.

O Grammy não aguentou a zueira dos brasileiros (que, vocês sabem, não tem limites) e bloqueou sua página do Facebook no Brasil, além de retirar o perfil de Inês do site oficial do prêmio.

Racismo no outdoor

Em 2015, várias celebridades brasileiras foram vítimas de racismo nas redes sociais. A apresentadora do Jornal Nacional Maju Coutinho e as atrizes Taís Araújo e Sheron Menezes foram algumas que receberam comentários criminosos em suas fotos.

Pensando nos comentários racistas feitos diariamente nas redes, a ONG Criola, em parceria com a agência W3Haus, criou a campanha “Racismo virtual. As consequências são reais.”.

Com o intuito de mostrar que, mesmo virtuais, tais comentários são crimes, a ONG transformou as publicações e comentários em outdoors, escancarando o racismo presente na internet.

6719db50-9833-11e5-b908-63028985ea04_rac01

ONG escancara racismo de redes sociais em outdoors.

Outdoorracismo_capa

ONG escancara racismo de redes sociais em outdoors.

campanha-racismo-outdoors2

ONG escancara racismo de redes sociais em outdoors.

outdoor-feiradesantana-lowres1

ONG escancara racismo de redes sociais em outdoors.

imagem_release_553107

ONG escancara racismo de redes sociais em outdoors.

download-2

ONG escancara racismo de redes sociais em outdoors.

Um ano de fortes emoções e muitas polêmicas, né? Vamos torcer que elas tragam resultados positivos em 2016. 🙂

Há 8 anos, a agência que entrega.

Se liga neste conteúdo também: